Pesquisa e políticas públicas

Título:
Ano:

Boletim ProExt - Dois

2017

Este boletim apresenta a metodologia que fundamentou a pesquisa de campo e alguns resultados preliminares, com base em dados produzidos em campo e em observações e registros realizados durante o desenvolvimento da pesquisa.

Boletim ProExt – Um

2017

O levantamento teve como foco a produção acadêmica sobre adolescentes (12 a 18 anos), sentenciados ao cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto. O processo de pesquisa ocorreu no período entre março e agosto de 2017.

População infantil e adolescente em situação de rua: temas em destaque em âmbito internacional

2017

Esta publicação sintetiza as principais tendências da produção acadêmica internacional com foco sobre crianças e adolescentes em situação de rua no período de 2010 a 2015. O estudo foi realizado no âmbito do projeto de pesquisa Políticas Públicas e os Desafios da Implementação: análise do caso da política de atendimento a crianças e adolescentes em situação de rua no Rio de Janeiro.

Caderno 5 - Primeira infância no Brasil: ampliando oportunidades para o desenvolvimento saudável de crianças de 0 a 8 anos

2017

Esta publicação baseia-se na pesquisa “Espaços seguros para crianças de 0 a 8 anos”, realizada pelo CIESPI/PUC- Rio, entre 2015 e 2016, nos bairros cariocas Rocinha e Parada de Lucas, tendo como foco a violência que afeta as crianças e a busca por caminhos de proteção, prevenção e mudança. Acreditamos ser fundamental que a sociedade identifique e compreenda como estas violências acontecem e se entrelaçam, afetando a saúde das crianças, e busque ações de curto e médio prazo para minimizar sua ocorrência e suas consequências.

Espaços seguros para a primeira infância em Parada de Lucas: resultados da pesquisa

2017

Este relatório apresenta os resultados da pesquisa “Espaços Seguros
para a Primeira Infância” (ESPI), desenvolvida na comunidade de Parada
de Lucas, no Rio de Janeiro, Brasil. O estudo é parte de uma linha de pesquisa
e ação com foco sobre as crianças na primeira infância, desenvolvida
pelo CIESPI/PUC-Rio, e parte do projeto “Infância sem violência: uma meta para o Rio”, que tem apoio da Fundação Bernard van Leer.
O estudo foi desenvolvido por Renata Tavares, Malcolm Bush, Cynthia Ozon e Irene Rizzini, sob a coordenação de Irene Rizzini, Malcolm Bush e Maria Cristina Bó.