Cadernos CIESPI de pesquisa

Título:
Ano:

Caderno 5 - Primeira infância no Brasil: ampliando oportunidades para o desenvolvimento saudável de crianças de 0 a 8 anos

2018

Esta publicação baseia-se na pesquisa “Espaços seguros para crianças de 0 a 8 anos”, realizada pelo CIESPI/PUC- Rio, entre 2015 e 2016, nos bairros cariocas Rocinha e Parada de Lucas, tendo como foco a violência que afeta as crianças e a busca por caminhos de proteção, prevenção e mudança. Acreditamos ser fundamental que a sociedade identifique e compreenda como estas violências acontecem e se entrelaçam, afetando a saúde das crianças, e busque ações de curto e médio prazo para minimizar sua ocorrência e suas consequências.

Caderno 2 - Gravidez na adolescência e maternidade no contexto de ruas (2ª edição)

2017

A questão da gravidez e da maternidade no período da adolescência tem importantes implicações para as vidas de indivíduos e de famílias, assim como para o campo da saúde pública e demais políticas. Pesquisas indicam um cenário positivo de queda de sua incidência na última década, no Brasil e em âmbito internacional.

Caderno 1 - Primeira Infância, Saneamento e Zika (2ª edição)

2017

O Brasil encontra-se em meio ao epicentro da epidemia atual do zika vírus. Há muitas pesquisas em curso e os dados confirmam a gravidade do problema. Evidências científicas recentes apontam a relação entre o vírus e o aumento da incidência de microcefalia em bebês recém-nascidos no país.

População infantil e adolescente em situação de rua: temas em destaque em âmbito internacional.

2017

Esta publicação sintetiza as principais tendências da produção acadêmica internacional com foco sobre crianças e adolescentes em situação de rua no período de 2010 a 2015. O estudo foi realizado no âmbito do projeto de pesquisa Políticas Públicas e os Desafios da Implementação: análise do caso da política de atendimento a crianças e adolescentes em situação de rua no Rio de Janeiro.

Caderno 4 - Contextos de vulnerabilidade na América Latina

2017

O caderno 4 tem como foco uma análise dos contextos de vulnerabilidade para crianças e adolescentes na América Latina, com especial menção à questão da vida nas ruas e as perspectivas de resistência no que diz respeito à construção de políticas públicas no Brasil.