Notícias

O mais novo projeto do Coletivo En La Barca Jornadas Teatrais tem como pano de fundo a obra: A CASA E O MUNDO LÁ FORA: Cartas de Paulo Freire para Nathercinha, da autora Nathercia Lacerda.



O mais novo projeto do Coletivo En La Barca Jornadas Teatrais tem como pano de fundo a obra: A CASA E O MUNDO LÁ FORA: Cartas de Paulo Freire para Nathercinha, da autora Nathercia Lacerda, pesquisadora no CIESPI/PUC-Rio. A obra destinada ao público infanto-juvenil traz a narrativa da menina de nove anos que durante os anos sessenta no Brasil, se correspondeu por cartas com o primo Paulo Freire. O projeto A CASA E O MUNDO LÁ FORA é um solo  narrativo  realizado  pela  atriz Anna Fernanda e busca experimentar a delicadeza, o cuidado  com o outro,  o conhecer, o ser criança e o viver a infância num determinado tempo e lugar.
O livro é o veículo para trazer à cena Paulo Freire, sua pedagogia e suas ideias. As cartas trocadas entre Paulo Freire e sua prima Nathercinha, na época com 9 anos, narram o início do longo período de exílio imposto a Paulo Freire no fim dos anos 1960, contando um pedaço difícil da história brasileira sob a ótica de uma criança. Através desse recorte inédito e pouco conhecido, a encenação torna-se mediadora para apresentar e debater o trabalho do patrono da educação brasileira com estudantes, professores, pais e todos os demais espectadores e espectadoras. Por meio da narrativa da menina Nathercinha, do olhar da criança que vê o mundo com seus próprios olhos e das cartas que Paulo escreveu a ela, o público é convidado a narrar também o seu tempo de criança, a reviver memórias e a entrelaçar a memória individual e a memória social e coletiva do nosso tempo.
O Coletivo Teatral En La Barca Jornadas Teatrais é coordenado pelos atores Bruno Peixoto e Anna Fernanda e começou sua trajetória em fevereiro de 2014. O Coletivo tem em seu repertório os seguintes projetos: SOLOS – SUBSTÂNCIA FEMININA, espetáculo teatral encabeçado pela atriz Anna Fernanda que procura de forma crítica discutir sobre feminino e feminista por meio de narrativas de mulheres latino-americanas e também da própria narrativa da atriz; ANTÔNIO DE GASTÃO – MEMÓRIA É TRABALHO solo narrativo com o ator Bruno Peixoto sobre memória, identidade e cultura popular; LUGAR DE CABEÇA LUGAR DE CORPO projeto teatral desenvolvido no Instituto Municipal Nise da Silveira para debater a luta antimanicomial por meio de narrativas femininas que passaram por essa experiência em manicômios.

Veja o release .